O Hiper-humanismo articula quatro verdades que já deveriam ser de amplo conhecimento pela humanidade, a fim de que se prepare para a próxima singularidade. Os motivos pelos quais essas verdades se tornaram de difícil acesso são expostos junto à terceira verdade.

Como o Hiper-humanismo conta com um considerável acervo de conhecimento (incluindo não só textos sobre o hiper-humanismo em si, mas papers, livros, documentários e filmes) optou-se por dividir a totalidade do conteúdo em quatro quadrantes, correspondendo cada quadrante a uma das quatro verdades. Uma abordagem conjunta de todos os quatro quadrantes, geralmente orientada para determinado fim didático, é chamada de “ciclo de aprendizado”.

OS QUATRO QUADRANTES

(passe o mouse sobre cada ícone)

null

Primeiro Quadrante

No primeiro quadrante, está todo o conteúdo relacionado à primeira verdade: a natureza da realidade.

null

Segundo Quadrante

No segundo quadrante, está todo o conteúdo relacionado à segunda verdade: a natureza da consciência.

null

Terceiro Quadrante

No terceiro quadrante, está todo o conteúdo relacionado à terceira verdade: a natureza da prisão em que vivemos.
null

Quarto Quadrante

No quarto quadrante, está todo o conteúdo relacionado à quarta verdade: a natureza da singularidade.

As quatro verdades são qualificadas como “práticas” para, a um só tempo, dar ênfase a sua natureza factual e ao propósito instrumental com que são consideradas: o objetivo do hiper-humanismo não é entreter curiosos, mas fazer um alerta sobre o futuro próximo da espécie humana.